quarta-feira, 29 de setembro de 2010

~~º~~ 0 amor que me alimenta!...~~º~~



Foram muitos sonhos e desejos

Muitas vontades e esperança

Muitas culpas...

Muitas batalhas,desde criança

E nenhuma palavra de consolo

Permaneço vagueando, em busca de certeza

Em busca de rumo, de firme solo

Em busca de mim mesma

Há tempos que espero

Por algo verdadeiramente sincero

Longas noites,sombrias ,solitarias e frias

Oiço os meus passos pela...

RuaPassos firmes de uma Guerreira,

que caminha pela noite escura

Sou Poetisa, solitária...

Sei que mais cedo ou mais tarde, tudo irá terminar

Mas como dói...

Esperar

Mas por este dia eu espero...

Com a força dos guerreiros e a calma

Matar a sede de viver, eu quero

Preciso de paz para a minha alma

É o amor que me alimenta...

Que me mantém...

Viva

Por cinco seres, que a minha alma sustenta

Meu destino está iluminado,

pela joia mais querida

Meus filhos,  minha neta, meu amor sincero e Real

São o alimento, para minha alma imortal!!!

8 comentários:

Mistral disse...

Sin duda, el mejor de los alimentos.

Un verdadero placer leerte.

Sonhadora disse...

Minha querida
São o que nos alimenta...sonhos e desejos.
Adorei o poema, sentido.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Graça Pereira disse...

Há tanto tempo que não passava pelo teu palácio,Princesa! Vim encontrar um poema lindo mas algo triste...
Mas quem espera sempre alcança...e um dia o sol brilhará para ti.
Beijo
Graça

manuel marques disse...

Triste,virtuoso,fantástico.

Beijinhos meus.

alegria de viver disse...

Olá querida

Sem amor o Mundo não existe.
Seus belos poemas alimentam qualquer alma.

Com muito carinho BJS.

Giardia disse...

Seu blog é lindo!! amei!!

xistosa - (josé torres) disse...

Mas quem pode possuir a certeza?
E o rumo é prosseguir, que os noites sucedem-se aos dias, num matar de sedes e desejos, que são o alimento.
O amor ... é a perdição de tudo o que colhemos e nos embala até ...

Há muito que não aparecia por esta casa.
Andei a 'passear' e vi que a noite escura, afinal é estrelada.
E que as flores murcham, mas já nos deram o prazer; o que nasce de um sonho será real?

Vi que o amor está latente e presente.

Um até já.

SADI disse...

Olá Princesa!
Estive procurando uma imagem para meus contos e encontrei seu Blog. Fiquei encantada! Parabens.

Clooquei um trecho de um poema seu e lhe coloquei no cantinho do Poeta seja bem vinda querida!
Beijos de Sadi


http://sadipoesias.blogspot.com.br/2012/03/nos-em-nos.html