sexta-feira, 1 de outubro de 2010

~~º~~QUANDO A ALMA!...~~º~~





Quando a alma sente dor
e não sabe como pintar
as cores do arco-íris,
nem como inventar um sorriso,
casa é a lágrima caída
na vastidão de um oceano agitado…
sou então uma pequena estrela-do-mar!
Mas nas noites em que o pensamento
transforma-se em sonho
e que os sentidos tomam a forma
de uma doce saudade,
quando o sentimento canta
a melodia de um coração
descompassado, então sou
Estrela que brilha na imensidão
de um céu feito de magia…
No mar ou no céu,
podes não me ver mas sabes
que estou sempre presente…

6 comentários:

silvo disse...

Precioso, magnífico poema, por como describe el desasosiego del alma y el ofrecimiento final, gracias Princesa, besos y buen fin de semana

clark lost disse...

Olá! Princesa, estava navegando pelos mares da net, sem rumo certo... dai me deparei com o seu blog! Queria apenas lhe dar os parabéns e dizer que algumas coisas na vida realmente são sempre interessantes em se tratando de coincidências... Também sou do signo de peixes, e de certa forma, alguns detalhes do seu Blog, parecem ter sido criados numa mesma fonte de inspiração.
Abraços! E novamente meus parabéns!

SILVIA disse...

Cuando el alma llora, lloramos con ella.
Te regalo mis pinceles mágicos, para que con ellos pintes la tuya de cien mil colores.
Un fuerte abrazo, querida Princesa!!!

manuel marques disse...

A sua alma é um ''três mastros''

Beijos minha querida.

Bom fds.

Paulo Celso disse...

Belo texto, muito bom.

Sonhadora disse...

Minha querida
Um poema melancólico e terno ao mesmo tempo, adorei.

Beijinhos com carinho
Sonhadora