terça-feira, 14 de julho de 2009

~~.~~ A Procura de ti ~~-~~

***

“.....Caminharei a noite inteira,
À procura de ti...
Não existirá, nenhuma estrela,
Para guiar o meu caminho,
Todas elas se encontram imoveis no céu...
Caminharei a noite inteira,
À tua procura...
As estrelas, estão solitárias,
Tudo se encontra a dormir,
As luzes das casas, apagadas,
As vozes dos peregrinos desapareceram
Na distância sem fim....
Caminharei ansiosa à tua procura,
Mas, já estarei tão atrasada,
O tempo terá caminhado na minha frente,
Que será agora difícil encontrar a tua morada...
Cansada, encontrarei grandes cidades,
Mas o espaço que te pertence
Já terá desaparecido....
Não haverá nenhuma estrela
Para me mostrar o lugar onde te encontraras
Todas as estrelas estarão imoveis no céu....”
***

7 comentários:

silvo disse...

Caminarás y encontrarás ese amor, seguro, un beijo

Alvaro Oliveira disse...

Bom dia PRINCESA

Espero tenha já encontrado esse amor: se negativo, não desista
poique todas as estrelas irão
ajudar aencontrar. Um coração
tão apaixonado e tão doce e suave como as palavras aqui deixadas,
por certo não ficará abandonado
e encontrará quem procura.

Um beijo

Alvaro

Adolfo Payés disse...

Caminare para ser feliz todo el tiempo que sea necesario.. hermoso poema como siempre.

Besos
Saludos fraternos
un abrazo con cariño

Agulheta disse...

Olá Princesa. Finalmente consegui entar no teu blog,não tenho conseguido,ficava bloqueado,ainda não sei o porque deve ser do exploer?.Gostei do poema de amor.
Beijinho

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá boa amiga Princesa bom dia:

O tempo é uma coisa que não avisa ninguém e, por aí tal como dizes agora é que se pôs bom quando tu estás quase de regresso, mas pronto, a vida é assim e há que saber levar as coisas com calma, pelo menos foste até um local paradisíaco gozar férias saindo do stress habitual que é por cá.

Este teu post tem uma particularidade que difere muito do que habitualmente escreves.

Digo isto porque dá uma sensação de que se perdeu a luz da vida na noite.

Não existirá estrela nenhuma para guiar teu caminho.

Mas elas estão lá imóveis no céu, solitárias mas talvez esperando algo que as faça despertar.

Luzes apagadas, o tempo adiantado, mesmo no cansaço aparece grandes cidades, um espaço desaparecido e as estrelas sempre imóveis no céu.

Isto reflecte (quanto a mim) talvez um desespero de se querer algo mas que o tempo por vezes nos dá esta adversidade.

Mas esquecendo as adversidades da vida, o post está bem exposto dentro daquilo a que ele se refere,
onde aqui também acontece uma certa magia, que é a de quem escreve assim com este sentimento.

Um post no escuro mas que se torna bem claro e que deixa uma certa beleza no seu conteúdo.

Bjos, tudo bom te desejo com um regresso muito feliz onde por cá o calor continua bem forte.

manuel marques disse...

Lindo.

Beijo.

Lourdes disse...

Boa Noite Princesa
Bonita a sua poesia.Gostei muito.
Beijinhos