quinta-feira, 10 de setembro de 2009

~~º~~O meu outro lado ~~º~~


Escrevo o que penso,
O que sinto, o que sou, o que vejo...
Amor ou tristeza...
Lágrimas que se soltam...
Que se prendem...
Que iluminam a aurora do dia,
Ou a noite com estrelas.
Luz, trevas...
Chegadas e partidas.
Um mundo que gira,
Entre a paz e a guerra...
Entre o sorriso e o choro de uma criança,
Ponte entre margens, da riqueza à pobreza,
Entre o eu e o tu...
Nós, na calma do dia,
Nas noites de amor,
Entre luxúria e loucura,
Bebo teu néctar,
Sinto o teu corpo...
Vivo e morro,
Nas palavras que dito.
Num mar calmo...
Agitado, tempestade...
Navego ou náufrago com o meu barco.
Ondas que segredam ao ouvido...
Grito silenciosamente,
Para quem caminha na praia,
Partilhas e jornadas....
De quem sente, de quem ouve.
Quem ama, quem quer, quem deseja...
Sou tudo e não sou nada...
Vivo realidades de fantasia...
Perco-me num mundo...
Cheio e vazio...
Entre poesias, textos, letras...
Versos que transmitem emoções...
Sentimentos...
Palavras que se soltam...
Desejos antigos...
Fruto da imaginação.
Como gostava de ser uma poetisa,
E assim poder escrever um poema.


23 comentários:

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Todos temos um outro lado, Princesa; acho que até no mesmo dia somos capazes de mostrar um outro lado; podemos saír de casa com um lado bem visível e voltar com o outro ; arrico até a dizer que temos vários lados, dependendo do nosso estado de espírito. Nem sempre o que anda à vista é o nosso melhor lado. Um beijinho e parabéns! Escreves sempre muito bem. Um beijinho

Emília Pinto

Alvaro Oliveira disse...

Bom dia PRINCESA

Em cada um de nós sempre há um outro lado, uma face diferente,
aquela que por vezes nós mesmos desconhecemos e vamos descubrindo
aos poucos ou mesmo em cada dia da nossa vida. Mas, um lado eu lhe conheço bem. Aquele lado onde brilha a luz da poesia, aquela alma genial e poética, voltada para o amor, que canta com primazia
nos seus versos.

Beijinhos

Alvaro

Andradarte disse...

E não é??
Olha se fosse.
Beijo

Andresa disse...

Eu adoro o meu outro lado! Todos temos, mas não é a dupla personalidade, mas sim nosso intimo que por momentos precisamos separar.....


Lindo e maravilhoso este poema.

um iluminado dia

Andresa Araujo

a Trofa tem cozinheira disse...

o meu outro lado....é MAU!!! MTO MAU!!!! lol a serio!!! as vezes sou mazinha......beijokas Princesa

silvo disse...

El bello poema está escrito Princesa, buen contraste entre todo o nada, y si escribes con el corazón, beijinhos

angela disse...

Princesa
Quantas contradições existem na vida.
beijos

Pensador disse...

Belo texto, para eu ler num dia em que a saudade da minha Loba volta a aumentar...
Beijos!

FOTOS-SUSY disse...

OLA PRINCESA, BELO POEMA, NOS TODOS TEMOS OTRO LADO, QUE AS VEZES NEM CONHECEMOS...
BEIJOS DE CARINHO!!!


SUSY

Olavo disse...

O meu outro lado é feio demais..
Beijos

Andresa disse...

.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................
PARA LHE DESEJAR UM OTIMO DIA
BJS
ANDRESA

Quintal das Rosas Decorações disse...

Oi Princesa,

Como viver sem o outro lado, acho que todos o temos, nem sempre bom ou ruim, mais....

Gostei do seu lindo cantinho, das suas lindas palavras, palavras de magia, palavras ternas e cheias de emoção...

bjs
Mônica

Graça Pereira disse...

Há sempre um outro lado em todos nós que, curiosamente ou não, se coaduna com a tristeza e a alegria. Depende muitas vezes de nós que um, prevaleça sobre o outro. Beijo Graça

Blue disse...

Passando para ler seu poema.

Beijos a você poetisa!!!

HSLO disse...

Eu amo o meu outro lado...porém, não posso mostrar muito...e até prefiro que seja assim...rsrs

abraços


Hugo

Guirroma disse...

Que escribo lo que pienso,
Lo que siento, lo que soy, lo que veo ...
El amor o la tristeza ...
Las lágrimas se desprenden ...
Que se refieren ...
Que iluminan el amanecer del día, el
O de la noche con las estrellas.
Luz, oscuridad ...
Llegadas y salidas.
Un mundo que gira en
Entre la paz y la guerra ...
Entre las sonrisas y los gritos de un niño,
Puente entre los bancos, de la riqueza a la pobreza,
Entre tú y yo ...
Nosotros, en la quietud del día,
Las noches de amor,
Entre la lujuria y la locura,
Puedo beber su néctar,
Me siento tu cuerpo ...
Vivir y morir,
En las palabras, dijo.
En un mar en calma ...
Sacudido, tormenta ...
Navegue o náufrago con mi barco.
Olas que susurran en el oído ...
Llorar en silencio
Que camina en la playa
Compartir y días ....
Que se siente, que se mire.
¿Quién te quiere, cualquier persona que quiera ...
Todo y yo no soy nada ...
Realidades en vivo de la fantasía ...
Me pierdo en un mundo ...
Llenos y vacíos ...
Entre poemas, textos, cartas ...
Versos que transmiten emociones ...
Sentimientos ...
Las palabras son liberados que ...
Viejos deseos ...
Fruto de la imaginación.
Disfruté de ser un poeta,
Y así, para escribir un poema

HERMOSO POEMA MUCHOS SENTIMIENTOS.
GUSTO EL LEERTE.

Fatima disse...

Eu amo todos os meus lados!
Fica mais fácil viver assim.
Poetisa vc é viu mocinha.
Bjs.

Janeth disse...

Que lindo post Princesa!, lleno de amor y tiernas ilusiones, emociones lindas, me encanto,....Tus letras son alimento para el alma, acrecienta mis sentidos y me llena de bonitos sentimientos
Besitos siempre
Janeth

Maria Lua disse...

Olha, Princesa, estou adorando te conhecer... teu blog é lindo!
Também sou Peixes...
Um beijo com carinho
Maria Lua
( Nova Friburgo/RJ/BRasil)

Aqui - Ali - Acolá disse...

Bom dia Princesa amiga:

Calor é a ordem do dia:
Por aqui caiu uns pingos de água que foi sol de pouca dura, nada refrescou pois os pingos até vinham quentes.

À noite está mais fresco, vamos ver se este fim de semana o tempo muda tal como foi anunciado, pois já quase se esturra de dia andar pela rua com tanto calor.

Muito lindo este teu post.

Se este é o teu outro lado, então tu não tens nada de discreta, pode-se ver em ti uma mística de amor, e de coração aberto muito profundamente.

Dizes tu amiga na parte final isto:

Como gostava de ser uma poetisa,
E assim poder escrever um poema.

E não o és?

Com tanta sublime candura que tu tens em ti nas palavras que pões em cada texto teu, és uma poetisa, porque poetas não são só aqueles que tem seu nome gravado na história da poesia, todos nós temos de poetas um pouco, eis aí a verdade de a cada dia nascer um poeta neste mundo.

De ti dizem as palavras
Que na onda do silêncio
Se transformam em cristal
Pensadas no reino que é teu
Mas postas em pedestal.
Saem de dentro de ti
Paixões suspiros e cor
Mais de ti forte te sai
A beleza do amor..

Bjos, dia fresquinho, felicidades no novo dia com tudo de bom em teu redor..

Secreta disse...

Não é preciso te considerares poetisa para o seres :)

caminante disse...

Eres poetisa y grande porque tus versos empapan el alma como lluvia suave.

Um beijo grande

poetaeusou . . . disse...

*
um poema da verdade,
na exactidão das palavras,
de uma principesca poetisa,
,
brisas serenas, deixo,
,
*