sábado, 14 de novembro de 2015

~~*~~ Duas rosas ~~*~~



Eu tenho duas flores
Com raízes profundas
Com raízes em mim
Uma tem pétalas brancas
E precisa muito que a reguem
Para sobreviver, crescer e ser feliz
É a flor mais sensível e carinhosa
Que tenho no meu regaço
É a flor de todas as flores
Outra
Embora ainda nova
Diz que tem pétalas
De todas as cores do arco-íris
Mas não...
Têm-nas amarelas
O resto das cores que diz
É a vontade de as ter...
Não quer que a reguem
Pois sabe onde encontrar àgua
E fica como um girassol
Só se verga para o calor
De uma mãe
Que é terra firme
Para crescerem em segurança
E com muito amor

1 comentário:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/