segunda-feira, 11 de maio de 2009

~~ºº~~ Noite Silenciosa ~~ºº~~


Noite triste, silenciosa,
envolvida pelos fleshes dos sonhos de um passado.
Passado tão depressa como um raio de luz
colorindo o céu em uma noite chuvosa. 

Fecho os olhos.
E sinto no ar um vago perfume,
nesta noite fria de um silêncio profundo
que trás de volta o teu vulto,
envolto no lusco fusco desta noite.
Livre, leve, solto no ar do passado
tão presente dentro de mim.

E assim! Entre sonhos, suspiros,
passo a noite sentido o frio da noite em meu corpo,
desejando sentir um simples toque teu
para afastar a agonia que ora se faz presente.

Mas que nada!
Tudo que sinto é somente um grito de amor
preso na garganta,
enviado pelo silêncio cortante da noite,
orvalhando meu corpo com o suor inquietante
do instante de agonia.

Sinto uma dor profunda,
dilacerando meu corpo aflito,
que por ora encontra-se sem alento,
sem sonhos ou esperanças.
Mas, que ainda vive na espera de um novo encontro contigo,
mesmo que seja no frio da noite silenciosa.

16 comentários:

Adolfo Payés disse...

WOWO que hermosura de poema pasión escrita se vive y se siente

precioso

un gusto siempre visitarte mi princesa.

besos muchos besos

saludos fraternos
un abrazo inmenso

que tengas una semana ejemplar

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

lindooo!!!
Bjs e linda semana
Marcia
Perth Amboy - NJ

Vem desfrutar do Amor de Deus disse...

lindooo!!!
Bjs e linda semana
Marcia
Perth Amboy - NJ

salvadorpliego disse...

Muy bonitos estos versos. Un verdadero gusto leerte.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl

manuel marques disse...

Por vezes à noite há um rosto ,que nos olha do fundo de um espelho e a arte deve ser como esse espelho , que nos mostra o nosso próprio rosto .

Beijo.

Sonia Schmorantz disse...

Vim deixar meu abraço, ler estas pérolas e te desejar uma linda semana.
beijos

Eliane Santoro da Costa disse...

Mais um belo post!

Boa semana e um abraço!

amor y libertad disse...

que el frío se convierta en calor y en amor en libertad

... disse...

Está lindo,os sonhos são realmente aquilo que mais desejamos.

Elaine disse...

Olá!
Acabo de encontrá-la acompanhando meu blog; seja muito benvinda!
Lindos versos os seus. E as imagens são de arrasar! Parabéns!
Volto aqui, tá?
Beijos.

Maria Emília disse...

A esperança nunca morre. É lindo o seu poema, mas triste. Mas como a tristeza e a alegria andam de mãos dadas e dormem na mesma cama agarradas uma à outra para não terem frio, esperamos que em breve saia daí um poema bem alegre.
Um beijinho,
Maria Emília

Anne Lieri disse...

Poema sensivel,comovente e belíssimo!Adorei de coração!Bjs,

Anne Lieri disse...

Poema sensivel,comovente e belíssimo!Adorei de coração!Bjs,

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Princesa boa noite:

Que estejas mais recuperada dessa gripe que te assolou é o que mais te desejo, eu melhorei um pouco do que me atacou isto também se juntou a uma forte constipação que me abanou um bocado bom, mas graças a Deus estou melhor embora ainda com uns pequenos sintomas que dão arrepios no corpo mas isto há-de ir ao sítio.

Adorei este teu post que se relaciona com a noite, ela para mim é muito querida porque me faz sentir diferente no seu silêncio onde os pensamentos me trazem coisas maravilhosas à recordação e onde também faz parte da meditação que passa por mim.

A parte final deste teu post está muito linda, e aqui:

Mas, que ainda vive na espera de um novo encontro contigo,
mesmo que seja no frio da noite silenciosa.

Quando evocas "mesmo que seja no frio da noite silenciosa" é um final muito belo e muito forte.

Sabes amiga, eu desde muito novo que comecei a ler poesia e a pouco e pouco ela se entrenhou em mim como um bálsamo muito forte, por isso, vejo na poesia um certo encanto mesmo da forma de vida em que cada um vive porque ela, é tudo isso.

Ás vezes, uma pequena poesia diz muita coisa, mas para isso é preciso também nós saber-mos interpretá-la no seu conteúdo porque existe poesia escrita de vários modos, várias expressões em que se encaixam nos textos de um modo complexo que para se interpretar tem que se ler várias vezes.

A poesia está em toda a parte, basta para isso nós fazer-mos da vida uma obra poética para que ela seja mais bela e mais alegre nos momentos em que por nós passa uma solidão ou uma tristeza grande aí, está o ponto forte da poesia nesses momentos que por vezes se torna num remédio para grandes males.

Bjos, e felicidades te desejo com muita saúde.

Luis Carlos disse...

Maravilhoso:
Escuché tu noche silenciosa, viví tus esperanzas, sentí el canto al dolor, procuro tus encuentros.

Un beso. Vou voltar. Voce vai ver

Luis Carlos

colordelamadera.blogspot.com