quarta-feira, 1 de abril de 2009

AMAR INTENSAMENTE...


Quando se ama intensamente
Sem medidas, nem proporções
O coração roga urgência
Em encontrar seu ápice do seu prazer
Os amantes trocam carícias ardentes
Dizem coisas eloquentes
Se enrolam e rolam até o total delírio
No deleite de dois corpos unidos
Até que alcancem a explosão total
E nesta entrega, encontram afinal
O orgasmo carnal, a satisfação de um prazer animal.
O poeta procura rimas, encaixa os versos
Acaricia o papel maliciosamente com a grafite
Compõe, escreve, e linha após linha
Descreve o sentimento que aflora da alma,
Seu amor.
E em verso e prosa
Toca profundamente o coração de sua doce amada
A mesma a quem tantas vezes amaldiçoa em desgraças,
E em tantas mesmas vezes glorifica em graça
Mas que sempre haverá de amar
A vida,
A vida é sua doce amada
A bela que lhe faz sorrir,
A fera que lhe faz chorar
E quem sedutoramente lhe inspira
E assim fazendo amor com a vida
Envolto em suas emoções
No prazer do intelecto o ponto culminante
Finalmente o poeta encontra o ápice do seu bel-prazer
O poema
E nestas linhas mal escritas
Transpondo palavras perdidas tento compor
Ao expor meu frágil ego de coração aberto
Estou apenas a fazer amor
Com a vida
A vida que amo tão intensamente.


4 comentários:

*haya* e {Vita}_ST disse...

Hermoso que escribió, hoy estoy emocionando rápidamente y ha hecho bien lágrimas de mi olhos.Dia hermosa para usted.
*haya*

Melqyahd disse...

Olá, Princesa. Se me permites... Como te chamas?

Adoro os teus versos. Expressas de forma fantástica os sentimentos teus. Sinto assim também ao escrever. Só não sei dizer se ausento-me de mim ou se, porventura, é então que me torno verdadeiramente introspectivo.

Sou já fã dos teus escritos.

Um beijo.


Melqyahd.

Melqyahd disse...

P.S.: Se quiseres, passa-me o teu e-mail e lhe envio o conto do Wilde.

Beijo.

Damita disse...

Es precioso. Expresas muchos sentimientos muy lindos.

Me encanta tu blog, es harmonioso.

Gracias por pasarte por el mio.

Saludos.