segunda-feira, 20 de abril de 2009

~~ºº~~ MEU FOGO ~~ºº~~



Ardendo dentro de mim
Num braseiro sem fim
Uma confusão de sentimentos
Que não precisa de alimentos
Que alterna o desprezo
Com o viver a qualquer preço

Sinto uma alma ardente
Que tudo deseja vivamente
E que sente solidão
E raios de desilusão
Quando se sente ausente
O amor do coração

Desejo mais que tudo
Que o teu olhar mudo
Não signifique alheamento
Mas esconder o sentimento
Partilhado por duas almas
Que perderam a vida calma

É urgente definir
Se um de nós há-de partir
Ou proceder à união
Calar os gritos do coração
Escolhendo o Amor como destino
Ou a Solidão como desatino


8 comentários:

rui disse...

oi princesa... boa noite......
gostei da forma que você conduziu seu poema......Ou sim ou sopas
ou avancamos ou estagnamos...
já chega de duvidas.......
porque adiar..por mais tempo sim ou nao.......Porque

tudo bom para Si Princesa......
se o Principe nao tiver dinheiro para o anel ...que peca um credito ao banco ....
um beijo
Rui

bondearte disse...

Princesa,
É isso mesmo ninguem é feliz sozinho, então porque esperar mais?
Beijo
Boa Semana

cibersan disse...

esta chevere tu blog...segui posteando...felicidades!

ahi te dejo para que lo cheques:

www.tumentepoderosa.blogspot.com

fer

Sonia Schmorantz disse...

“Nada há de mais poderoso que uma idéia
Que chegou no tempo certo.”
Victor Hugo

Tenha uma semana maravilhosa.
Abraço

Sônia

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Entre o que vejo e o que digo,
entre o que digo e o que calo,
entre o que calo e o que sonho,
entre o que sonho e o que esqueço,
a poesia.
Desliza entre o sim e o não:
Diz o que calo,
cala o que digo,
sonha o que esqueço.
Não é um dizer: é um fazer.
É um fazer que é um dizer.
A poesia se diz e se ouve: é real.
E, apenas digo é real, se dissipa.
Será assim mais real?

(Octávio Paz – México)

Desejo uma semana iluminada, com muita paz e amor.
Do amigo
Eduardo Poisl

Valdemir Reis disse...

Olá Princesa, que maravilhoso é visitar este espaço! Parabéns pelo excelente trabalho aqui desenvolvido. Excelente sua publicação “Meu fogo“, lindas palavras, uma grande contribuição. Feliz e honrado por sua amizade. Acredito; aquele que caminha sozinho pode até chegar mais rápido... Porém quem segue acompanhado de um amigo com certeza vai mais longe... Espero sua visita! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Votos de uma semana recheada de sucesso, muita paz, saúde, brilho, bênçãos, proteção e alegria. Fique com Deus. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Pena disse...

Oh, Gigante e Admirável Amiga:
Sim! Um delicioso e sensível poema lindo. Sedutor com singeleza doce. Onde só a felicidade tem lugar e cabimento. Esquecer as incertezas da dor de Alma que por vezes assola as pessoas.
Um perpétuo sorriso simpático. Uma lição de vida linda nos dá.
Um poema soberbo de encantar.
Tem génio. Tem talento. Tem o dom na escrita de maravilhar e deslumbrar quem aqui passa.
As suas palavras são ricas, intensas, profundas e originais de um fabuloso sentir e significação.
NOTÁVEL!

Beijinhos de grandioso respeito, estima e consideração.
Bem-Haja, fabulosa e gigante amiga!
Adorei.

Gabi disse...

Pois é "princesa", por vezes também eu gostava de saber o que vai na alma de um olhar mudo.. Bonito, muito bonito mesmo.