terça-feira, 28 de abril de 2009

~~ºº~~ POEMA PARA TI ~~ºº~~



Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu...
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu...
E eu,quero te servir a poesia
numa concha azul do mar
ou numa cesta de flores do campo.
Talvez tu possas entender o meu amor.
Mas se isso não acontecer,
não importa.
Já está declarado e estampado
nas linhas e entrelinhas deste 
pequeno poema,
o verço tão famoso e inesperado 
verso que te deixará pasmo,
surpreso, perplexo...eu te amo,
perdoa-me,
eu te amo...

8 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Quem ama não tem de perdir perdão... por nada!
Beijo.
António

manuel marques disse...

Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direcção .

Abraço.

Fada Zinnia disse...

É verdade as nossas plantinhas devem ser regadas,nova amiga.

Lindo o seu poema!

Um abraço!

Gabriela disse...

Que linda declaração de amor, Princesa!
Mas porquê pedir perdão???
Beijinhos.

Eliane Santoro da Costa disse...

Que maneira linda demonstrar o amor!

Grata pela sua visitinha.

Um abraço!

1manview disse...

Muito romântico ...

Um abraço!

Avassaladora disse...

Linda Princesa!
Obrigada por tão Real visita...rsrsrs

Amiga, que bom vc surgir assim, e me dar a chance de descobrir um blog tão encantador quanto o seu!
E vc tem aqui poemas maravilhosos!

Voltarei sempre sempre..
Já estou a seguir-te!

Maria Emília disse...

Amiga princesa,
Imagino que o búzio foi escolhido de propósito por representar a matriz feminina e significar nascimento, geração, a Lua presidindo ao nascimento da vegetação e da vida em geral.
Belo poema de amor servido numa concha de mar. Nunca é demais dizer eu amo-te.
Um beijinho,
Maria Emília